Valoração econômica de flexibilidades insumo-produto em plantas da indústria petroquímica

Resumo

Os investimentos na indústria petrolífera e petroquímica são freqüentemente de médio/longo prazo, ricos em opções reais (flexibilidades gerenciais ou operacionais), com alto grau de irreversibilidade e sujeitos a condições de incerteza técnica e econômica. Nesse contexto, o método tradicional de fluxo de caixa descontado é muito limitado para tratar de incertezas e de flexibilidades, e frequentemente leva a decisões equivocadas. O presente trabalho usa técnicas mais modernas de análise econômica, com uma abordagem realmente científica, modelando a incerteza econômica como um processo estocástico e usando técnicas de simulação estocástica que consideram os graus de liberdade gerencial de um projeto. A moderna teoria de investimentos sob incerteza, também conhecida por Teoria das Opções Reais (TOR), separa o valor da oportunidade de investimento da regra de decisão, de forma que essa maximize o valor daquela. O presente trabalho tem como objetivo analisar um projeto de planta na indústria de petróleo com tecnologia GTL (Gas-to-liquid) usando a Teoria das Opções Reais. A tecnologia GTL possibilita a conversão de sólidos, biomassas, líquidos e gases em derivados tais como a nafta, diesel, parafinas e lubrificantes de alta qualidade. Neste estudo, a TOR é ajustada para avaliar a capacidade de o projeto poder mudar seus inputs e/ou outputs, selecionando a alternativa que maximize o retorno, de acordo a cada cenário. O investimento ocorre em um ambiente de incerteza, onde os preços (fatores de incerteza) são considerados estocásticos e seguem um processo de reversão à média, e a análise é estimada por simulação de Monte Carlo.

Read More →

Autores: Letícia A. Costa, Carlos P. Samanez

Palavras-chave: , , , ,

Revista:

Download (PDF, 257KB)

Share on Facebook0Share on Google+0Share on LinkedIn0Tweet about this on Twitter

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.