ANÁLISE ENERGÉTICA DO PROJETO DE UM SISTEMA HÍBRIDO EÓLICO-FOTOVOLTAICO COM ARMAZENAMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA ATRAVÉS DO HIDROGÊNIO E BANCO DE BATERIAS

Este trabalho realiza uma análise conceitual (teórica) da geração de energia elétrica através de um sistema híbrido eólico-solar com armazenamento por banco de baterias ou hidrogênio na cidade de Fortaleza-CE. Este é um projeto de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), elaborado pelo Laboratório de Hidrogênio (LH2) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC), aprovado pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (CHESF) e ANEEL. Foi realizado um estudo de caso para um sistema de potência fotovoltaica instalada de 5 kWP, potência instalada eólica de 6 kW e célula a combustível de 5 kW, tendo-se estimada a energia elétrica média diária disponibilizada com armazenamento por banco de baterias de 36,4 kWh (131,0 MJ) e para o sistema de hidrogênio de 22,7 kWh (81,7MJ). Deste modo, pôde-se estimar que aproximadamente 17 famílias poderiam ser atendidas pelo sistema com armazenamento por banco de baterias e 11 famílias com armazenamento pelo sistema de 19 toneladas anuais de CO2 poderiam ser evitadas pela substituição dos bancos geradores a diesel pelo sistema híbrido eólico-fotovoltaico com armazenamento por banco de baterias e 12 toneladas no caso da produção hidrogênio e sua reconversão em energia elétrica.

Read More →

Autores: Maiana Brito de Matos, Ennio Peres da Silva, Fabiana Karla de Oliveira Martins Varella

Palavras-chave: , ,

Energia solar fotovoltaica no brasil: Incentivos regulatórios

A utilização da energia solar fotovoltaica para geração da energia elétrica tem sido cada vez mais considerada em vários países do mundo como uma ótima alternativa para redução dos impactos ambientais causados pelo homem, especialmente os associados às mudanças climáticas. Em países como Japão, EUA, Alemanha e outros países europeus vêm sendo desenvolvidos mecanismos regulatórios específicos para estimular o seu uso, seja através de programas governamentais, seja através de incentivos financeiros e/ou fiscais. No caso do Brasil, apesar do grande potencial solar existente, acredita-se que muito ainda precisa ser feito a respeito e, neste sentido, o presente trabalho tem o propósito de mostrar a evolução dos incentivos regulatórios ao uso da energia solar fotovoltaica no país ao longo dos anos.

Read More →

Autores: Fabiana Karla de Oliveira Martins Varella, Carla Kazue Nakao Cavaliero, Ennio Peres da Silva

Palavras-chave: , , ,

Análise da viabilidade técnica de um sistema geração de energia elétrica a partir do uso de recursos solar, eólico e hidráulico para geração de Hidrogênio

Este artigo apresenta os resultados de uma análise da viabilidade técnica de se implementar um sistema híbrido de fornecimento de eletricidade a partir dos recursos solar, eólico e hidráulico para a produção de hidrogênio através da eletrólise da água. O estudo é fundamentado nos potenciais energéticos dos recursos solar e eólico, nas características técnicas dos painéis fotovoltaicos e dos aerogeradores, na disponibilidade de hidreletricidade fora do pico de consumo do sistema interligado nacional e nas características de funcionamento de eletrolisadores bipolares. Foi elaborado um modelo matemático que considera os parâmetros que descrevem as transformações energéticas envolvidas no sistema analisado e que permite a simulação da produção de hidrogênio em diferentes situações de disponibilidade de recursos e de configuração de máquinas, podendo ser aplicado para se estimar o custo do hidrogênio gerado para a situação escolhida.

Read More →

Autores: Ennio Peres da Silva, Fernando Rezende Apolinário, André Luís Furlan, Daniel Gabriel Lopes, Fabiana Karla de Oliveira Martins Varella, Ana Maria Resende Santos, Paula Duarte Araujo, Antonio José Marin

Palavras-chave: , , , ,

Sistemas fotovoltaicos no Brasil: estimativa do índice de nacionalização

A Lei nº 10.438/02 estabeleceu o Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica – PROINFA, único programa nacional a estimular as fontes renováveis alternativas, com o intuito de aumentar a participação da energia elétrica produzida por empreendimentos a partir das fontes eólica, pequenas centrais hidrelétricas – PCHs e biomassa no sistema interligado nacional. Posteriormente, o PROINFA foi revisado pela Lei nº 10.762/03 e alterou em sua regulamentação a obrigatoriedade de um índice mínimo de nacionalização de serviços e equipamentos, que em sua primeira etapa passou a corresponder a 60% do custo total da construção dos projetos contemplados. A energia solar fotovoltaica não foi contemplada pelo Programa, e o objetivo deste trabalho é estimar o índice de nacionalização para cada um dos três sistemas fotovoltaicos selecionados para estudo (sistema de bombeamento de água, sistema de eletrificação rural e sistema conectado à rede elétrica). Para elaboração desse cálculo foi efetuada uma adaptação da metodologia utilizada pelo PROINFA e considerados somente os custos dos principais equipamentos e não dos serviços. Os resultados obtidos permitiram concluir que os sistemas de bombeamento de água e de eletrificação rural são sistemas que 5% e 35%, respectivamente, dos seus equipamentos já são disponibilizados pela indústria nacional. O mesmo não ocorre com os sistemas fotovoltaicos conectados à rede elétrica, que atualmente tem 100% dos seus principais equipamentos importados.

Read More →

Autores: Fabiana Karla de Oliveira Martins Varella, Carla Kazue Nakao Cavaliero, Ennio Peres da Silva

Palavras-chave: , , , ,