Análise do uso da energia elétrica em instalações industriais do segmento de alimentos e bebidas

No Brasil, o setor industrial é responsável por cerca da metade do consumo final de energia elétrica; logo, ações que visam estimular o uso racional e a conservação de energia elétrica são importantes. Este trabalho teve como objetivo analisar o uso da energia elétrica em instalações industriais do segmento de Alimentos e Bebidas, através de uma amostra situada na região Sudeste do Brasil. O segmento foi escolhido pelo fato de ter grande representatividade, em termos de maiores consumidores de energia elétrica, entre as indústrias do País. Através das medições em campo, determinou-se para cada instalação industrial analisada, indicadores de eficiência energética, como o fator de carga, o consumo específico e o preço médio da energia. Também foi realizada a análise do enquadramento tarifário das instalações. Constatou-se que, apesar das instalações já terem equipes que realizam algum tipo de monitoramento do uso da energia elétrica, em muitos casos ainda se tem oportunidades para a racionalização do uso da energia elétrica.

Read More →

Autores: Roberto Perillo Barbosa da Silva, Luiz Antonio Rossi

Palavras-chave: , , , , ,

Caracterização do espaço regulatório para Smart Grid

Evoluir o negócio de energia no Brasil não aparece nesta análise meramente como uma possibilidade, mas como um fato a ser acompanhado, a receber fortes incentivos e a ser re-regulado. Esforços apropriados devem ser feitos para se realizar o adequado planejamento, projeto e custos devem ser promovidos pelas agências reguladoras (de energia e de telecomunicações, pelo menos). Políticas públicas e regulação falhas ou incompletas podem gerar inconsistências com os requisitos energéticos futuros para o país, considerando a obsolescência das redes atuais, as tendências e a necessária aderência ao pacto global de sustentabilidade. Todos os stakeholders devem ser envolvidos, e organizados para construir ou modernizar a rede de energia em seus aspectos de qualidade, disponibilidade, infraestrutura, padronização, interoperabilidade e sustentabilidade e deve-se buscar a consciência de uso/demanda, de renda e de entendimento dos clientes de forma adequada. Foram estudadas novas tecnologias, novas possibilidades de serviços e preços. Incentivos, bem como a evolução das normas regulatórias apareceram como fundamentais para manter e expandir o fornecimento da energia e gerenciar a demanda, com implicações na melhora do relacionamento entre consumidor-cliente e concessionária e nos investimentos/receitas para o capital investido.

Read More →

Autores: Carlos Alberto Fróes Lima, Gilberto De Martino Jannuzzi

Palavras-chave: , , , , ,

Planejamento integrado de recursos para São Thomé e Príncipe: investigação de oportunidades para maior inserção de fontes renováveis e eficiência energética

O artigo apresenta, por meio de um estudo de caso, a inserção de fontes renováveis e de eficiência energética no planejamento da expansão do sistema energético de São Tomé e Príncipe, através da utilização da plataforma LEAP (Long-range Energy Alternatives Planning System), configurada segundo abordagem do Planejamento Integrado de Recursos Energéticos. Assim como em diversos países em desenvolvimento, São Tomé e Príncipe se caracterizam pela criticidade em seu modelo energético, reunindo elementos como forte dependência de combustíveis importados, expressivos usos de lenha, carvão vegetal e madeira, elevadas perdas técnicas e comerciais na rede de distribuição de eletricidade, interrupções diárias no fornecimento de energia elétrica, demanda reprimida, sistema mal remunerado e de baixa qualidade. Esse cenário se configura pela falta de um planejamento adequado entre a oferta e a demanda de energia, em todas as suas modalidades. O trabalho mostra que é possível, com base em modelo de análise e projeção da demanda de energia, elaborar cenários alternativos e tendenciais para construir um plano alinhado às particularidades da região estudada. Os resultados permitem observar, por exemplo, a substituição de combustíveis fósseis por fontes renováveis na geração de eletricidade, a melhoria da eficiência energética nos usos finais de energia térmica e a redução de perdas no sistema de distribuição de energia elétrica, bem como contribuem para o desenvolvimento sistêmico e integrado do sistema energético, considerando as diversas fontes renováveis e usos finais requeridos ao longo da evolução socioeconômica.

Read More →

Autores: Gilberto De Martino Jannuzzi, Humberto Jantim Neto, Rafael Rodrigues da Silva

Palavras-chave: , , ,

Gestão do programa de eficiência energética para clientes industriais com o uso da metodologia multicritério de apoio à decisão – construtivista

O objetivo do presente trabalho consiste em construir um modelo para avaliar o desempenho do processo de gestão do programa de eficiência energética em clientes industriais. Apresenta-se um estudo de caso exploratório de natureza prática utilizando uma abordagem quali-quantitativa, tendo como instrumentos para a coleta de dados entrevistas semi-estruturadas com o Gestor de Projetos responsável pelo processo de gestão do programa. O instrumento de intervenção utilizado foi a metodologia MCDA-C, que permitiu identificar, organizar, mensurar e integrar os critérios. O modelo construído permite ao gerente de projetos visualizar o processo nos critérios por ele identificados como relevantes para o sucesso de sua gestão. O trabalho ilustra para o tipo de clientes do setor industrial: o perfil de impacto; o resultado numérico de sua avaliação; o processo disponibilizado pelo modelo para gerar alternativas para aperfeiçoar o desempenho do processo e permitir ao gerente compreender as consequências destas ações.

Read More →

Autores: Sandra Rolim Ensslin, Leonardo Ensslin, Eduardo Kazumi Yamakawa, Marilda da Penha Teixeira Nagaoka, Gustavo Klinguelfus

Palavras-chave: , , , ,