Apresentação

Antes de mais nada gostaria de aproveitar esta apresentação para anunciar que foi instalada a primeira seção regional da Sociedade Brasileira de Planejamento Energético. A solenidade de posse dos Diretores da seção Nordeste da SBPE, ocorreu em Natal durante Seminário sobre Cenário Pós­Privatização do Setor Energético no Rio Grande do Norte , nos dias 18, 19 e 20 de abril de 2001.

Read More →

Uma metodologia para tomada de decisão combinando princípios do PIR (Planejamento Integrado de Recursos Energéticos) e critérios de estudos de impactos ambientais

Este artigo apresenta uma metodologia de tomada de decisão que procura enfatizar aspectos que contribuem para o desenvolvimento sustentável agregando três ferramentas: Planejamento Integrado de Recursos, Estudos de Impactos Ambientais e Avaliação de Múltiplos Objetivos, até hoje usadas de forma não integrada pelo setor energético brasileiro. Apresentam­se aspectos desses três instrumentos, que agregados formam o aqui denominado Relatório PIR . Dessa forma, introduz­se a necessidade de construção das alternativas de PIR , estruturadas por um Guia de Avaliação de Impacto Ambiental, que pressupõe também estudos de Gerenciamento do Lado da Demanda, visando à tomada de decisão baseada na Avaliação Ponderada dos Múltiplos Objetivos econômicos e sócio­ambientais (externalidades). Conclui­se que o uso do Relatório PIR pode facilitar e contribuir na tomada de decisão com mitigação dos problemas sócio­ambientais.

Read More →

Autores: Guilherme de Castilho Queiroz

Avaliação econômica da co-geração em ciclo combinado com gaseificação de biomassa e gás natural no setor sucroalcooleiro

Embora a biomassa tenha sido o primeiro vetor energético empregado pela Humanidade e ainda seja uma fonte energética de importância, a produção de eletricidade a partir da biomassa é restrita (WALTER e NOGUEIRA, 1997). Diversas são as alternativas tecnológicas para geração de energia elétrica a partir da biomassa do setor sucroalcooleiro considerando desde o ciclo tradicional de contrapressão atualmente aplicado, novos ciclos a vapor de elevada pressão e os sistemas integrados de gaseificação da biomassa e turbinas a gás. Para estes sistemas integrados de gaseificação da biomassa e turbinas a gás, nomeados BIG/GT, diferentes variações estão atualmente disponíveis e cada uma apresenta particularidades e pontos críticos que definem a adequação de cada alternativa.

Read More →

Autores: Vicente Corrêa Neto, Mauricio Tiomno Tolmasquim

Energia Nuclear: Da energia inesgotável à energia limpa

A indústria nuclear em seus primórdios lançou a expectativa de que a humanidade passaria a dispor de tecnologia barata e inesgotável para satisfazer as aspirações desenvolvimentistas que a indisponibilidade energética frustrava. O abandono da tecnologia brerder antes mesmo de sua exploração comercial, os custos de investimento e as exigências de cunho ambiental a incidir sobre a geração nucleoelétrica arrefeceram as possibilidades das expectativas se concretizarem. Mais recentemente, por conta do aquecimento global, nova expectativa é lançada pela indústria nuclear, agora atribuindo às fontes físseis a qualidade de energia limpa, inclusive mitigadora, pelo CO 2 evitado, das quantidades de carbono adicionadas anualmente na atmosfera. Esse novo apelo, contudo, está ainda por ser demonstrado face aos acidentes ocorridos, as incertezas quanto ao destino do lixo atômico e, especialmente, do plutônio.

Read More →

Autores: Newton Müller Pereira

Elementos para elaboração de uma tipologia de indicadores de qualidade integrando as indústrias de rede

Analisa-­se a evolução do conceito de qualidade, destacando-­se o tratamento atual deste tema no contexto de um processo estratégico de gestão, com foco nos resultados para os clientes . Tais resultados são denominados “resoluto”. Analisa-­se tal problemática no caso da indústria de eletricidade, onde revela­-se a existência de um “pós-­serviço”, com características completamente distintas das dos serviços tradicionais. Sugere­-se uma tipologia industrial da qualidade, com base nos componentes do “resoluto”, no caso, produtos, serviços e pós-­serviços. Conclui­se pela necessidade de avanços analíticos qualitativos e quantitativos, em particular relacionados às indústrias de “pós-­serviço”, visando elaborar “resolutos” mais precisos e representativos das interorganizações a elas pertencentes.

Read More →

Autores: Valcir dos Reis Soares, Roberto Schaeffer, Nilo Koscheck das Chagas

Palavras-chave: , , , , , ,