Tarifação de redes de gás e energia elétrica: influência na tomada de decisão dos agentes

A introdução da competição na geração e comercialização de eletricidade tem sido o principal foco de muitas experiências de reestruturação ao redor do mundo. O livre acesso à rede de transmissão e uma tarifa regulada de forma justa têm sido as chaves para o desenvolvimento do mercado de eletricidade. Paralelo à indústria de eletricidade, os negócios do gás natural têm grande interação com o mercado de eletricidade em termos de consumo de combustível e conversão de energia. Dado que as atividades monopólicas de transmissão e distribuição são muito similares ao transporte de gás natural através de gasodutos, a regulação econômica relacionada à rede de gás natural deveria ser coerente com a transmissão. Este artigo mostra a aplicação dos principais métodos de tarifação da transmissão aplicados à rede de gás. Equações de regime permanente são desenvolvidas para adequar os vários métodos de precificação. Exemplos com o sistema elétrico e a rede de gasoduto brasileiro são apresentados. Dado que as centrais térmicas são as que usam as duas redes concomitantemente, a decisão de investir nestas centrais é influenciada fortemente pelos métodos de tarifação adotados. Este trabalho mostra a importância de uma tarifação combinada e coerente para as duas redes mostrando as sinergias existentes.

Read More →

Autores: Mabel Scianni Morais, José Wanderley Marangon Lima

Planejamento da operação energética baseado em curvas-guias de armazenamento

A proposta deste trabalho é apresentar uma política operativa para o planejamento da operação energética de sistemas hidrotérmicos de potência baseada no conceito de curvas­guias de armazenamento. Segundo essa política, a cada estágio do período de planejamento, as decisões do montante de água a ser turbinado de cada usina hidrelétrica devem ser tais que mantenham seus armazenamentos em níveis pré­estabelecidos por curvas obtidas através de otimização a usinas individualizadas. A análise de desempenho dessa política operativa se deu através de simulações da operação com dados históricos de vazões afluentes, considerando um sistema hidrotérmico simples, constituído por uma única usina hidrelétrica, e um sistema composto, constituído por usinas hidrelétricas em cascata, adotando­se como critério de desempenho a minimização do custo esperado da operação. Os resultados demonstram que, apesar de simples e transparente, essa política operativa apresenta um desempenho competitivo no planejamento da operação energética.

Read More →

Autores: Mônica de S. Zambelli, Marcelo A. Cicogna, Secundino Soares

Perspectivas para a geração termelétrica a carvão

Este trabalho apresenta uma análise da expansão do uso do carvão para geração de eletricidade no Brasil e no mundo. Com base em uma perspectiva global dos mercados de energia e de cenários para crescimento da demanda, são analisados prós e contras desse energético, que se por um lado se apresenta como solução para garantir a segurança do suprimento de energia por outro pode representar uma ameaça ao meio ambiente. Nesse contexto, foi feita uma breve revisão das novas tecnologias capazes de inserir novamente o carvão no eixo do planejamento energético mundial, contornando essas restrições. Sem nenhum viés pró ou contra o carvão o objetivo do trabalho é fornecer subsídios para uma avaliação da possibilidade de expansão do uso desse combustível como fonte de geração de energia elétrica no Brasil e no mundo.

Read More →

Autores: Juliana de M. Marreco, Amaro Pereira Jr, Marina E. Tavares

O Desafio da Integração Sul-Americana com enfoque à Energia

O desafio da Integração Sul­americana é enorme, porém factível de acontecer se as questões técnicas forem consideradas em detrimento de apenas questões políticas. A técnica é aqui colocada por ser a premissa mais capaz de garantir as ações mercantilistas que objetivam o retorno do investimento. Não só com o retorno justo de investimento é possível manter o interesse dos investidores no segmento energético, mas também com o estabelecimento de regras claras e bem definidas, além da priorização da transparência de transações no mercado energético. Ações políticas para a integração, como as que estão sendo tomadas neste início do século, fomentam a idéia de união. Entretanto atrapalham­se ao tentar explicar como tal união pode ser implementada e a que custo público se dará tal implementação. O estudo que é feito neste presente trabalho demonstra a falta de esclarecimento e discrepância dos dados básicos necessários à implantação de qualquer projeto de infra­estrutura de energia, referentes à Oferta & Demanda das commodities energéticas nos países formadores da América do Sul. A importância desse trabalho é a de criar consciência na sociedade para que ela sustente que decisões políticas de investimentos em energia não sejam tomadas sem um propósito claro de fomentar o desenvolvimento a um custo definido.

Read More →

Autores: Rogério Londero Boeira