Energia solar fotovoltaica no brasil: Incentivos regulatórios

A utilização da energia solar fotovoltaica para geração da energia elétrica tem sido cada vez mais considerada em vários países do mundo como uma ótima alternativa para redução dos impactos ambientais causados pelo homem, especialmente os associados às mudanças climáticas. Em países como Japão, EUA, Alemanha e outros países europeus vêm sendo desenvolvidos mecanismos regulatórios específicos para estimular o seu uso, seja através de programas governamentais, seja através de incentivos financeiros e/ou fiscais. No caso do Brasil, apesar do grande potencial solar existente, acredita-se que muito ainda precisa ser feito a respeito e, neste sentido, o presente trabalho tem o propósito de mostrar a evolução dos incentivos regulatórios ao uso da energia solar fotovoltaica no país ao longo dos anos.

Read More →

Autores: Fabiana Karla de Oliveira Martins Varella, Carla Kazue Nakao Cavaliero, Ennio Peres da Silva

Palavras-chave: , , ,

Dimensionamento de inversores para sistemas fotovoltaicos conectados à rede elétrica: Estudo de caso do sistema de Tubarão – SC

Para que a interligação do arranjo fotovoltaico com a rede elétrica convencional seja possível é indispensável a utilização dos inversores (conversores CC/CA) responsáveis por adequar as características da energia disponibilizada pelos módulos fotovoltaicos aos padrões da rede, bem como monitorar a operação do sistema como um todo. Pelo fato da potência nominal do gerador fotovoltaico ser atingida poucas vezes ao longo de um ano, é comum subdimensionar o inversor. O fator de dimensionamento de inversores (FDI), que representa a relação entre a capacidade do inversor e a potência nominal do gerador fotovoltaico, deve ser avaliado de acordo com o local de operação do sistema, uma vez que regiões mais quentes e com índices de radiação elevados tendem a exigir uma maior utilização do inversor. O estudo de caso realizado com dados de operação do sistema instalado em Tubarão – SC comprova que o subdimensionamento do inversor não causa perdas significativas na geração de energia ao longo de um ano.

Read More →

Autores: Osvaldo L. S. Pereira, Felipe F. Gonçalves

Palavras-chave: , , ,

Geração distribuída: Discussão conceitual e nova definição

Os sistemas elétricos convencionais não conseguem garantir o suprimento sustentável de energia elétrica com a abrangência e a qualidade exigidas pela sociedade do século XXI.Esse fato, associado ao enorme avanço tecnológico dos últimos anos, abriu razoável espaço para a expansão da geração distribuída (GD), que tem como seus principais focos o fornecimento de energia elétrica a quem ainda não tem acesso a ela e a redução dos impactos ambientais da geração centralizada convencional. No Brasil, por motivos sociais, ambientais, econômicos, legais e estratégicos, a discussão acerca desse tema é imprescindível. Então, considerandose que o tema GD é bastante importante, especialmente para o Brasil, controverso e não-consolidado, faz-se necessária uma ampla discussão acerca dele, a começar pelos aspectos conceituais. Este trabalho, reconhecendo essa necessidade, discute, de forma inédita, o conceito de GD e conceitos e aspectos relacionados a ela; propõe novas classificações de aspectos relativos à GD; propõe uma nova definição de GD, mais completa e com mais aplicabilidade que as existentes; e sugere aplicações inovadoras para os resultados apresentados.

Read More →

Autores: Mauro Moura Severino, Ivan Marques de Toledo Camargo, Marco Aurélio Gonçalves de Oliveira

Palavras-chave: , , , ,

Avaliação de mercado para a rede canalizada de gás natural com base no conceito de dinâmica urbana

Este artigo tem como objetivo, identificar prioridades na expansão da infraestrutura de distribuição do gás natural. Propõe-se metodologia que utiliza matrizes considerando as relações entre a dinâmica urbana e as possibilidades do gás natural deslocar outras formas de energia final. Essas matrizes são compostas por informações sobre desenvolvimento social e urbano, custos de implantação da infra-estrutura e projeções do potencial de consumo nos vários setores.O modelo objetiva propor a integração entre o perfil das cidades e a utilização do gás natural, com uma aplicação específica para a questão do mercado paulista. Como conclusão, ressalta-se a importância dos parâmetros urbanos no processo decisório sobre a ampliação da rede, através da análise de distritos do município de São Paulo.

Read More →

Autores: Vanessa Meloni Massara, Murilo Tadeu Werneck Fagá, Miguel Edgar Morales Udaeta

Palavras-chave: , , , ,

Inovação tecnológica, eficiência energética e os investimentos na indústria brasileira

Esse artigo discute os principais dados da Pesquisa Industrial de Inovação Tecnológica (PINTEC) de 2003 e 2005 que indicam o baixo investimento feito em pesquisa, desenvolvimento e inovação por parte da indústria brasileira. Também são discutidos alguns aspectos relevantes, tais como a importação de matéria-prima, investimentos estrangeiros e financiamento. É esperado que um projeto de eficiência energética possa ser encarado como um projeto de inovação, tendo em vista que agrega novos equipamentos e conhecimentos para a empresa; reduzindo o consumo de energia, com o conseqüente menor gasto com energia elétrica, o que pode trazer menores custos de produção.

Read More →

Autores: Jim Silva Naturesa, Carlos Alberto Mariotoni

Palavras-chave: , , ,