Créditos de Carbono no Contexto da Comercialização de Energergia Elétrica

O Mecanismo de Desenvolvimento Limpo permite que projetos que evitem as emissões, reduzam ou capturem gases de efeito estufa (GEE) e que sejam desenvolvidos em países não participantes do Anexo I, possam ser certificados e por este motivo receberem compensações financeiras por evitarem, reduzirem ou capturarem gases de efeito estufa da atmosfera. Neste contexto, este trabalho mostra a situação atual dos projetos de créditos de carbono no país e no mundo, demonstrando a grande perspectiva de crescimento dos projetos brasileiros. Discutindo a viabilidade de projetos de MDL e a entrada das fontes de energias renováveis no mercado de energia elétrica através do primeiro leilão realizado no ano de 2007.

Read More →

Autores: Carlos Eduardo Sato, Erick Menezes de Azevedo

Palavras-chave: , , , , ,

Aspectos de governança, ambiente para negócios e o investimento privado no setor de energia de países em desenvolvimento

Investimentos em infraestrutura são essenciais para o crescimento econômico, pois influenciam os custos, a produtividade e a competitividade de uma economia. Durante os anos 90, a necessidade de se promover a qualidade e a eficiência operacional dos serviços de infraestrutura em um contexto de crescentes restrições orçamentárias do setor público estimulou o engajamento de investidores privados em projetos de infra-estrutura. Particularmente no setor de energia, os projetos envolvem um elevado volume de recursos, custos irreversíveis, longo prazo de maturação e riscos associados à perda ex post do poder de barganha e à manipulação de tarifas pelo governo. Este artigo apresenta evidência empírica de que a instabilidade macroeconômica, política e institucional são obstáculos ao maior envolvimento de investidores privados no setor de energia de países em desenvolvimento.

Read More →

Autores: Gisele Ferreira Tiryaki

Palavras-chave: , ,

Gestão da energia elétrica Bases para uma política pública municipal

O tema deste artigo é identificar conceitos e estabelecer diretrizes que possam servir de bases para uma política pública de gestão da energia elétrica no âmbito da administração pública municipal. Este texto aborda os estudos teóricos e pesquisas sobre o uso eficiente da energia elétrica em serviços públicos em cidades de diferentes países e analisa os resultados da aplicação de modelos que vão sucessivamente se aprimorando à realidade de municípios da região metropolitana de São Paulo. Conclui que cabe à municipalidade um papel muito mais relevante que o de um mero consumidor institucional de eletricidade, propondo bases para uma intervenção na realidade do município.

Read More →

Autores: Luiz Fernando Kurahassi, Fernando Selles Ribeiro, Marco Antonio Saidel, André Luiz Veiga Gimenes

Palavras-chave: , , ,

O uso de carvão vegetal na indústria siderúrgica brasileira e o impacto sobre as mudanças climáticas

A madeira é fonte importante de energia para o Brasil, representa 12,9% da oferta total de energia, a mesma participação que a energia hídrica e a energia proveniente de cana-de-açúcar. Embora o consumo de madeira viesse caindo até meados dos anos 90, a partir 1998 o consumo de combustíveis de madeira começou a crescer, impulsionado pelo aumento da produção de carvão vegetal, que está diretamente relacionado à produção siderúrgica. O rápido crescimento da demanda por carvão vegetal gerou pressão sobre florestas nativas, provocando desmatamento e conseqüentemente emissão de gases de efeito estufa. Estima-se que em 2005 foram desmatados ilegalmente 245 mil hectares e emitidas 72 milhões de toneladas de gás carbônico devido ao uso de carvão vegetal na indústria siderúrgica. O aumento da fiscalização e do controle sobre a produção e o transporte de carvão vegetal e a melhoria do planejamento do setor madeireiro reduziriam a pressão sobre as florestas nativas e ajudariam o Brasil a evitar emissões de gases de efeito estufa colaborando assim para a redução dos efeitos das mudanças climáticas.

Read More →

Autores: Alexandre Uhlig, José Goldemberg, Suani Teixeira Coelho

Palavras-chave: , , ,

Tarifação energética residencial urbana e rural e privatização do setor elétrico

A questão das tarifas de energia elétrica se insere em um contexto de desigualdades regionais e sociais. O nível de consumo e mesmo o atendimento à população dependem do padrão de renda. O grau de cobertura da população pelos serviços de distribuição de energia é muito maior no SulSudeste do que no Norte-Nordeste do país. Essas desigualdades regionais condicionam a questão tarifária no país. As tarifas de energia definem a condição de acesso das empresas a um de seus insumos energéticos principais, assim como das famílias a este serviço essencial. Enquanto a indústria, especialmente em seus setores eletro intensivos, requer energia a baixo custo, a população necessita deste serviço a preços compatíveis com a sua renda familiar. Esses interesses devem ser compatibilizados com o financiamento da operação, manutenção e expansão do sistema elétrico, sempre em uma perspectiva de longo prazo, o que torna a questão tarifária bastante complexa.

Read More →

Autores: Mauro Machado de Oliveira, Arilson da Silva Favareto, Sinclair Mallet-Guy Guerra

Palavras-chave: , ,